10 de jun de 2011

TMJ Nº 34: Mônica + Cebolinha = 25 páginas de DR?


No início deste mês a PANINI, através do selo "Planet Manga" lançou a 34ª edição da sucesso de vendas a mais de dois anos, Turma da Mônica Jovem da Mauricio de Souza Produções. Por mais que se dissesse no início que as mudanças nos personagens principais (Mônica mais sensível, Cebolinha não trocar mais o "R" pelo "L", Magali fazendo regime e Cascão tomando banho) não seriam aceitas pelo público e que as vendas seriam um desastre... mais uma vez se provou que o peso do personagens de Mauricio com o grande público secular de leitores  no Brasil, pode aceitar bem as adaptações, desde que se entenda que eles são "adolescentes".

E a edição 34?

Durante a SANA 9 (Super Amosta Nacional de Anime) aqui em Fortaleza, tive a oportunidade de ter uma conversa com a gentil Petra Leão (Mercenario$, Dado Selvagem e Holy Avenger), que se mostrou uma pessoa simples e que sabe lhe dar com o público. Durante pouco mais de uma hora conversamos sobre os mais variados assuntos e questionei algumas posições editoriais do TMJ como por exemplo a falta de destaque da Magali ou mesmo as ótimas oportunidades de histórias que foram perdidas devido a reviravoltas mirabolantes na trama (como nas edições 11 e 12, por exemplo). Mesmo assim ela se mostrou muito competente e uma boa roteirista... porém...

Vai falar do namoro do Cebolinha  com a Mônica, ou não?



Vou sim! OK! Admito que demorei algumas horas para terminar a edição, porque realmente queria avaliar algumas coisas como desenho até mesmo os argumentos e posso afirmar sem sombra de dúvida: O selo "Em Estilo Mangá!" não cabe mais a revista e faz tempo. Por mais que ele se utilize de recurso metalinguísticos do manga como por exemplo as gotinhas, testas franzidas as pancadas que não machucam e etc, falta muito para que esse titulo se encaixa-se em um shoujo-manga (gibi para meninas) e menos ainda em um shonen-manga (gibi para meninos).
A edição Nº 33 na minha opinião foi uma das melhores edições do titulo e os desenhos ficaram primoroso, exceto alguns casos, mas mesmo assim ainda vale, pois o ritmo não foi perdido...

Eu vou parar de ler esse texto, afinal você não vai falar do namoro!

Tá bom! Você venceu... A edição Nº 34 recebeu diversas agraciações da midia (especializada ou não) por ser o inicio do que muitos fãs da Turma da Mônica sempre imaginaram: O namoro de Cebolinha (agora apenas Cebola) e Mônica. Mas não é bem isso que aconteceu...

[Spoilers a seguir]

Não aguentando mais a falta de postura de Cebola no que diz respeito ao sentimentos dele por ela (coisa que já acontece desde a 1ª edição) Mônica arma um plano com os garotos do bairro para que todos eles pareçam interessados nela, pois Cebola disse para Casção (que contou a todos) que só namoraria a Mônica quando a derrotasse (bom, isso ele tenta desde os tempos de criança). O que logicamente deixa Mônica bastante irritada e motiva o "plano infalível" dela. O que vem a seguir é uma galeria de personagens tentando provar que merecem o amor da garota dentuça de (quantos anos eles tem mesmo? Nunca disseram... o_O?)...
Um a um, Cebola vai mostrando que eles não são bons para namorar-lá, o destaque fica para Xaveco (que o nome não tem nada a ver com a história) que vence Cebola no Xadres e ganha o direito de namora-la, mas mesmo assim não o faz por não saber como lidar com a idéia de ser o personagem principal da história, já que ele é de TERCEIRO escalão (quase um Guardião da DC Comics). Enfim surge Toni (antigo Tonhão da Rua de Baixo) e tenta realizar o desafio, mas aê começa a coisa toda que eu mesmo demorei a perceber... Cebola toma a frente e beija Mônica e a pede em namoro...


Aê! Finalmente! Mas afinal o que tem de errado nisso?

Eu respondo! Até aqui tudo bem, mas com o decorrer dos dias o namoro dos dois torna-se tão grudento que começa a deixar até os amigos perdidos e os dois se distanciam para ficar um com o outro. Até mesmo Magali e Casção (os melhores amigos de sempre) são questionados pelo que sente por seus respectivos namorados pelo mais novo casal dos quadrinhos... Até que surge a reviravolta da história sobre um dos melhores personagens do Maurício: Do Contra (que agora é apenas DC).
DC não está satisfeito com a relação e questiona Cebola com relação ao namoro dos dois e num clássico "jogando verde para colher maduro", Mônica acaba contando o plano para Cebolinha que resolve romper o namoro...

Como é que é? Mal começou e já acabou?

É mais ou menos isso, mas eu vou explicar depois. A questão é que fazendo uma contabilidade rápida são exatas 25 PÁGINAS DE D.R. (Discutindo Relação). E os argumentos vão desde "Quer dizer que você não gosta mesmo de mim?" até "Você nem faz ideia de como é difícil ficar do seu lado... sem me sentir menor!"

Meu Deus do céu! O que é isso? O mesmo garoto que queria ser o líder da turma, agora justifica tudo com ataque de imaturidade transgredida e falta de amor próprio? E o pior é que a garota que enfrenta piratas espaciais e vampiros sedentos de sangue se tornou uma chorona melodramática que exige pelo menos um pouco de atenção do garoto não tenho amor próprio? 
Você tomar shoujo-mangas como influencia é bastante legal, mas essa DR foi a pior coisa que eu já vi nesses meus 20 anos de quadrinhos. Foi tanto drama e posicionamentos fracos e vacilantes que me deixaram tonto.

Ah! Mais adolescente é assim mesmo, a revista queria retratar a juventude...

Olha eu posso até aceitar esse argumento, mas esses personagens pertencem ao Maurício e eu tenho certeza que isso foi feito com o consentimento dele. De qualquer forma esse não pode ser o rumo dos personagens. Eu não sei os planos editoriais da MSP, mas ainda acredito que essa não era a hora certa de demonstrar esses sentimentos por parte dos dois, O que eles vão fazer depois? Tornar a revista uma "Malhação Manga"? Que é um desfile de clichés e personagens vazios e mal construídos? De inicio eu nem pensava em fazer esse grande texto mais quando eu apresentar a carta do próprio Maurício no fim, vocês irão entender o que eu falo...



E então casais precisam ficar juntos para serem felizes? "Será verdade que casamentos felizes, como as boas notícias, não vendem jornais (ou revistas)?" - ficam as palavras do jornalista Mauricio de Souza.

PS: Eu tenho os quadrinhos do casamento do Homem-Aranha e do Superman e particularmente eu gosto dos dois, mas fazer o que? A Marvel e a DC parece que não curtem muito isso já que separaram os dois casais recentemente.     

Um comentário:

  1. Não me levem a mal, mas ainda prefiro a Luluzinha Teen, pois aparenta ter mais sentido. Os personagens não parecem um bando de baratas tontas que não vão a lugar nenhum. Pena que Lulu não tenha o apelo com os jovens que a Mônica tem...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...